Episódios de Vandalismo no Recife

  1. Acordar para J
  2. Episódios de Vandalismo no Recife

Recentemente mudei-me para Recife, PE, e depois de muitos anos, a convite de um amigo muito querido, voltei a trabalhar em uma empresa, no dito “ambiente corporativo”.

No dia que passou a cidade e suas adjacências viveram dias de pânico, ocasionadas pela greve dos policiais militares. Embora eu tenha algumas dificuldades em aceitá-la, a versão oficial diz que a criminalidade neste dia foi absurdamente maior do que o normal porque os malfeitores teriam tirado proveito da diminuição drástica do policiamento.

Fato é que alguns colegas que moram mais próximo aos primeiros focos de violência foram para casa mais cedo, todos preocupados com a integridade de seus familiares.

Enquanto uma porção de pessoas ia embora, a moça que cuida da limpeza das salas estava fazendo seu trabalho. Aproximei-me num dado momento e perguntei:

— Tu não tem medo do arrastão?

— Tenho não, senhor. Isso é tudo invencionice para deixar as pessoas apavoradas, com medo. Nada nem ninguém vai me tirar da minha paz.

Sábias palavras, moça, sábias palavras…