Como comentar com um não estudante sobre Um Curso Em Milagres?

  1. Acordar para J
  2. Como comentar com um não estudante sobre Um Curso Em Milagres?

Todo estudante d’UCEM em algum momento vai acabar querendo falar sobre o assunto com outras pessoas, normalmente tocado pela bela coerência que a obra tem do início ao fim, desejosos de que o mesmo significado que encontramos para nossa existência pudesse ser experimentado por nossos amigos e familiares.

Não importa muito o que venhamos a dizer ao outro sobre o que Um Curso Em Milagres seja ou deixe de ser: sempre vai ser o ego falando para o ego de uma obra ditada pelo próprio Jesus.

Assim sendo, há algumas armadilhas para as quais devemos estar atentos, devido às formas de “especialismos” do ego. Por exemplo:

  • sentir-se muito importante por estar de alguma forma associado aos ensinamentos de espiritualidade avançada oriundos do próprio Jesus, e em consequência desejar que o outro fique impressionado, ou deprimido, por não ser estudante do Curso;
  • sentir ou causar desconforto pela figura de Jesus, seja como autor do Curso, seja como sua figura central;
  • sentir ou causar desconforto com relação a UCEM propriamente dito, uma vez que o princípio metafísico chave da obra diz que Deus não criou o mundo ou o universo material, o que vai de encontro a tudo o que pregam as religiões formais.

Isso posto, se não há uma maneira correta ou incorreta de falar sobre Um Curso Em Milagres, há uma maneira correta de proceder. Esta implica pedir ajuda a Jesus ou ao Espírito Santo para manter o ego fora do caminho, de forma que as mais amorosas palavras fluam através de nós.

Ao verdadeiramente permitirmos que o ES guie nosso discurso, podemos nos assegurar que a integridade do Curso seja mantida, e ao mesmo tempo ficamos livres para ser sensíveis às necessidades e ao nível de entendimento de nossos interlocutores.

Aí, como em toda parte, podemos ver que o processo é o mesmo, independente da situação específica. Por isso Jesus repetidamente diz que seu Curso é ser simples.


Fonte